sábado, 23 de janeiro de 2010

Bolsa Olímpica também para 18 mil bombeiros

Benefício de R$ 1,2 mil para policiais e guardas municipais será estendido à corporação. Valor será incorporado aos salários até 2016. Início do pagamento vai ser informado segunda-feira

Rio - Os 18 mil bombeiros do Estado do Rio de Janeiro serão beneficiados pelo projeto Bolsa Olímpica, anunciado em dezembro pelo Ministério da Justiça. Eles vão receber R$ 1,2 mil, valor que será incorporado aos salários até os Jogos Olímpicos do Rio, em 2016. Na segunda-feira, o governo federal deverá divulgar a data em que o benefício começará a ser pago.

A bolsa também será recebida por policiais civis e militares e guardas municipais, todos escalados para atuar no patrulhamento e na segurança pública da cidade na Copa de 2014 e nos Jogos de 2016. Só o primeiro evento deverá atrair 500 mil turistas, segundo a Riotur. Ainda não há estimativas de visitantes na Olimpíada.

No início do mês, o governador Sérgio Cabral chegou a dizer que só policiais militares receberiam a bolsa — concedida pelo Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), do Ministério da Justiça —, provocando a reação de bombeiros. Ontem, a assessoria do governador explicou que Cabral nunca afirmou que os bombeiros seriam excluídos da bolsa, apenas que ele não tinha informação sobre o assunto.

Segundo o governo estadual, vale o que o Ministério da Justiça determinar. E o Pronasci informou que incluirá todas as forças envolvidas na segurança dos eventos. O projeto deverá ser aprovado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva na terça.

Em entrevista a O DIA, no início do mês, o ministro da Justiça, Tarso Genro, sugeriu que o valor agregado se transforme em piso salarial universal, válido para todo o País. Ele afirmou que a proposta permitiria que o piso dos PMs do Rio chegasse a R$ 3.200. Para isso, o governo estadual terá de enviar um projeto de lei incorporando o valor da bolsa ao salário, a partir de 2016. Os agentes vão participar de cursos de qualificação que serão definidos até março pela Secretaria Nacional de Segurança Pública.

Postagem retirada do O dia Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário