sábado, 15 de maio de 2010

Polícia Civil ameaça entrar em greve caso proposta de piso salarial nacional não seja votada

Os sindicatos estaduais dos policiais civis de todo o país estão reunidos na tarde desta sexta-feira (14) para decidir se aderem à greve proposta pela Confederação Brasileira dos Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol). A entidade prevê paralisação por tempo indeterminado, a partir da próxima quarta-feira (19), caso a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 446/09 não seja votada na Câmara dos Deputados até dia 18.
O presidente da Cobrapol, Jânio Bosco Gandra, disse que os Estados do Rio de Janeiro, Mato Grosso e Acre já deliberaram pela adesão à paralisação. Também já votaram pela greve os profissionais de Alagoas, Bahia e Paraíba. Já os policiais civis de Goiás resolveram realizar uma nova assembleia na próxima quarta-feira para ratificar a adesão à greve nacional convocada pela Cobrapol.
“Esperamos agora que os demais Estados votem para que possamos decidir, em conjunto, de acordo com o que resolveu a maioria dos sindicatos”, complementou. A decisão deve sair até a manhã desta sábado.
A Proposta
A PEC 446/09 prevê a criação de um piso nacional para a categoria com o objetivo de acabar com disparidades entre os salários de servidores dos diversos Estados. O salário de um soldado da Polícia Militar do Distrito Federal, por exemplo, é quatro vezes maior do que um militar da mesma patente no Rio de Janeiro.
Segundo a assessoria de imprensa da Cobrapol, na última terça-feira (11) o órgão encaminhou ofício ao presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), solicitando reunião para discutir o retorno da proposta à pauta de votação do plenário.
No documento, a Cobrapol informava sobre a realização das assembleias estaduais para deliberar sobre a proposta de greve geral dos policiais civis. De acordo com Gandra, após o envio, Temer haveria sinalizado a favor de votar a PEC 446/09 no dia 18.

7 comentários:

Viviane Moreira disse...

só acredito vendo!!! Estarei aderindo a greve, pela votação da PEC, a partir do dia 19/05/2010. Vamos a luta companheiros, por um salário digno a quem defende a sociedade.

bmgustavo disse...

E a PM e o BM também vão aderir de alguma forma???

Evandro disse...

A união é a chave do sucesso! temos que nos unir em prol de um salario policial JUSTO!!!

soldado disse...

gente nós temos que fazer alguma coisa o congresso nos enrrolou até agora, e muito se postou na comunidade da pec 300 e nada foi feito em relação a esta greve nacional, esta na hora de darmos o susto neles, pois, eles pensam que estamos brincando.

Maria disse...

BOA NOITE, BOMBEIROS E POLICIAIS MILITARES, VCS TEEM QUE SE UNIR E TODOS PARA O CONGRESSO, FALAR COM TODOS SENADORES APROVEITAM QUE É EPOCA DE ELEIÇÃO. NÃO AGUENTO MAIS VER VCS SENDO PASSADOS PARA TRAZ A PEC300 JÁ ERA PARA ESTÁR EM VIGOR. QUERO SABER SE OS CORONÉIS TAMBEM ESTÃO UNIDOS? TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A DEUS, SOLDADOS , CORONEIS ENFIM TODOS DE MÃOS DADAS. ABRAÇOS PARA TODOS E FICO AGUARDANDO. DEUS QUE ILUMINE VCS TODOS.

júnior disse...

todas as opniões estão de parabéns, eu tbm sou a favor da paralização, sou cabo pm no rio de janeiro e quero ver se o desgovernador vai dar conta sem a polícia nas ruas, a vagabundagem vai se lambuzar de fazer arruaças...kkkkkkkkkk

jose disse...

Eles não querem nem saber de nós SEM PEC SEM DILMA E SERRA NUNCA MESMO, sujiro MARINA SILVA

Postar um comentário