sábado, 3 de setembro de 2011

Cabral tenta driblar bombeiros durante protesto em Copacabana


O governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), tentou driblar um grupo de 30 bombeiros que faziam uma manifestação nesta sexta-feira na frente da nova UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Copacabana, na zona sul do Rio.
A agenda do governador apontava que ele participaria da inauguração da UPA a partir das 10h e do prédio sede da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) do Pavão-Pavãozinho em seguida. Ele, no entanto, inverteu os compromissos ao ser avisado por seguranças e assessores de que os bombeiros o aguardavam em protesto.

"O Corpo de Bombeiros tenta dialogar com o governador e não consegue. É lamentável", disse o cabo Benevenuto Daciolo, presidente da associação SOS bombeiros. Entre as reivindicações do grupo estão o piso salarial de R$ 2.000 e o vale transporte para todos.

Procurada pela reportagem, a assessoria de Cabral informou que não sabia o porquê da mudança da agenda do governador. Além dos bombeiros também participaram do protesto da manhã de hoje os servidores da saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário