quinta-feira, 5 de abril de 2012

Policiais e bombeiros ganham mais uma opção de trabalho nos dias de folga

O governador Sérgio Cabral publicou, nesta quarta-feira, um decreto criando o Regime Adicional de Serviço (RAS) para policiais civis e militares, bombeiros e inspetores de administração penitenciária, mais uma tentativa de oferecer um bico legalizado a esses servidores. Desde o ano passado, já se pode fazer trabalhos para prefeituras nos horários de folga, ganhando gratificações.
Os servidores vão fazer turnos de seis, oito ou 12 horas de serviço, podendo ganhar, por mês, até R$ 3.750. Esse valor refere-se a um policial, bombeiro ou inspetor penitenciário que estiver de férias ou de licença especial. Nessa situação específica, ele poderá trabalhar até 120 horas em serviços extraordinários.
Durante os meses de trabalho, a carga horária máxima do bico será menor. Para quem atua em regime de escala, serão até 96 horas por mês de serviço nos momentos de folga. Para quem trabalha em horário comercial, serão permitidas até 72 horas de trabalho extraordinário por mês.
Entre as situações previstas pelo decreto para a convocação de policiais, bombeiros e inspetores penitenciários, estão a necessidade de reforço de efetivo, o policiamento de grandes eventos, como a Rio+20, conferência das Nações Unidas sobre desenvolvimento sustentável; a Copa das Confederações e a Jornada Mundial da Juventude Católica, em 2013; a Copa do Mundo de 2014; e os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016. Os servidores da segurança também poderão trabalhar para órgãos estaduais, prefeituras e concessionárias de serviços públicos que firmarem convênios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário